Notas Musicais

Vocalista da banda Linkin Park é encontrado sem vida

Vocalista da banda Linkin Park é encontrado sem vida

A voz de uma geração, Chester Bennington, vocalista do Linkin Park, foi encontrado morto nesta quinta-feira, aos 41 anos, com sinais de suicídio, em Los Angeles, na Califórnia. Segundo o site “TMZ”, uma fonte na polícia confirmou que o corpo do cantor foi achado em circunstâncias que sugerem enforcamento (o site, porém, não detalhou quais). O corpo foi encontrado pouco antes das 9h (horário local), por um funcionário da casa de Chester. A família do músico está fora da cidade.

Na tarde desta quinta-feira, cerca de duas horas antes da divulgação da notícia, o Linkin Park divulgou o clipe da música “Talk to myself”, do último disco da banda, “One more light”, lançado em maio deste ano (assista abaixo). Em 14 de maio, a banda fez seu último show no Brasil, em São Paulo. Ao todo, o Linkin Park vendeu mais de 50 milhões de discos.

Chester Bennington, vocalista do Linkin Park, foi encontrado morto nesta quinta-feira, aos 41 anos, com sinais de suicídio, em Los Angeles, na Califórnia. Segundo o site “TMZ”, uma fonte na polícia confirmou que o corpo do cantor foi achado em circunstâncias que sugerem enforcamento (o site, porém, não detalhou quais). O corpo foi encontrado pouco antes das 9h (horário local), por um funcionário da casa de Chester. A família do músico está fora da cidade.

Na tarde desta quinta-feira, cerca de duas horas antes da divulgação da notícia, o Linkin Park divulgou o clipe da música “Talk to myself”, do último disco da banda, “One more light”, lançado em maio deste ano (assista abaixo). Em 14 de maio, a banda fez seu último show no Brasil, em São Paulo. Ao todo, o Linkin Park vendeu mais de 50 milhões de discos.

O cantor também dizia ter sofrido bullying no colégio por ser magro e “por se vestir de forma diferente”. Antes de começar a carreira como músico, Chester trabalhou no Burger King. Sua primeira banda, batizada de Sean Dowdell and His Friends?, lançou um EP em 1993. Ao lado de Sean Dowdell, formou um novo grupo, Grey Daze, com o qual gravou três discos, entre 1993 e 1997. Após deixar o Grey Daze, em 1998, Chester encontrou dificuldades para formar uma nova banda, e pensou em desistir da carreira musical. Mas uma reviravolta se daria no ano seguinte.

Jornalismo 92

21 de julho de 2017

Menu Principal